RETINOBLASTOMA: UM CÂNCER QUE OCORRE NA INFÂNCIA

Cuidados com os olhos, Doenças Oculares
24 de novembro de 2017

Por

retino

Trata-se do tumor ocular maligno mais comum na infância, correspondendo a cerca de 3% de todas as neoplasias infantis. Ocorre devido a uma transformação maligna das células da retina nas fases iniciais do desenvolvimento. Assim, é um câncer que, em geral, é diagnosticado antes dos 2 anos de idade.

Crianças com retinoblastoma podem ter herdado um gene dos pais, que levam a uma tendência a apresentar a doença mais cedo e de forma bilateral ou multifocal. Ou pode ocorrer de forma esporádica, em geral, unilateral.

Sinais e sintomas

– Leucocoria: reflexo pupilar branco. Trata-se do sinal mais comum, presente em até 60% dos casos

– Estrabismo: desvio ocular

– Olho vermelho doloroso

– Baixa visão

– Inflamação periocular


Diagnóstico

O teste do reflexo vermelho ou “teste do olhinho” pode rastrear doenças oculares congênitas, entre elas, a presença de tumores.

Quadros suspeitos devem ser minuciosamente avaliados clinicamente por um oftalmologista, e submetido a exames complementares, como ultrassonografia ocular. Tomografia computadorizada e ressonância magnética podem ser realizados, principalmente em casos atípicos ou com suspeita de extensão extra-ocular.


Tratamento

Objetivando a cura e a manutenção do olho e da visão, o tratamento é Individualizado e multidisciplinar, envolvendo oftalmologistas, oncologistas oftalmológicos e pediátricos e geneticistas.

Vários fatores são levados em consideração para a decisão do tratamento a ser seguido, como localização e extensão do tumor, se uni ou bilateral, prognostico visual. Podem ser realizadas terapias locais (como laser, crioterapia, braquiterapia, radioterapia), sistêmicas (quimioterapia) ou cirúrgicas.

Se precocemente diagnosticado e tratado, apresenta alta chance de cura.

Responsável: Dra. Beatriz Kikuti | CRM/SP: 139.498

Confira esta e muitas outras dicas na nossa página do Facebook e Instagram



Deixe uma resposta

*